DEPARTAMENTO TÉCNICO

tecnico

1 - Diretor Técnico
2 - Engenheiros Agrônomos
2 - Engenheiros Químicos
1 - Topografo
2 - Auxiliares de topografia
1 - Bióloga
1 - Assessora ambiental
2 - Assistentes Administrativas
30 - Técnicos (durante o período da safra)


1. Coleta de embalagens vazias de agrotóxico na mata Norte e Sul e seu envio à ARPAN
2. Orientação técnica nas propriedades dos Fornecedores por Engenheiro Agrônomo
3. Perícias técnicas acompanhadas de laudos e cálculos para indenização de lavouras, benfeitorias e outros
4. Coleta e encaminhamento de amostra de solo para análise e posterior recomendação técnica de calagem e adubação, sendo estas amostras custeadas pela AFCP
5. Palestras e cursos para aplicadores de agrotóxico com emissão de certificado
6. Elaboração de projetos de financiamentos de custeio e renovação junto BB e BNB
7. Participação no dissídio coletivo da categoria dos trabalhadores rurais
8. Elaboração das declarações do ITR
9. Atualização do custo de produção da cana de açúcar
10. Encaminhamento ao Governo Estadual das reivindicações do setor sucroalcooleiro do Estado, segmento dos Fornecedores
11. Produção do fungo Metarrhizium Anisopliae para controle da cigarrinha da folha da cana, em laboratório próprio
12. Obtenção junto à Secretaria da Fazenda do Estadual da inscrição de produtor rural para os fornecedores de cana
13. Informações de cana dos Fornecedores para efeito de aposentadoria
14. Desenvolvimento de projetos para ações em diversos programas governamentais como PRORENOR, PRORESUL, distribuição de fertilizantes e Projeto RENOVAR, Programa de Equalizações etc.

1. Apuração do preço mensal do quilo de ATR e da tonelada de cana-de-açúcar (CONSECANA-PE)
2. Acompanhamento por funcionários da AFCP das análises nos laboratórios de pagamento de cana das Unidades Industriais, como também por comparativo com laboratórios da AFCP, localizado na zona norte Usina Cruangi e na zona sul no Colégio Agrícola de Escada
3. Acompanhamento através da ESALQ dos indicadores mensais de preços do açúcar cristal no mercado interno, açúcar VHP para exportação no contrato 11 e no contrato 16, álcool carburante anidro e hidratado, no estado de Pernambuco
4. Assessoramento nas reuniões do Conselho de Produtores da Cana-de-Açúcar, Açúcar e Álcool do Estado de Pernambuco
5. Participação nas elaborações e revisões das normas técnicas da ABNT, para normatização nos padrões operacionais do pagamento de cana

1. Levantamento topográfico planialtimétrico
2. Cadastro Ambiental Rural – CAR
3. Georeferenciamento de imóveis rurais
4. Aerolevantamento (através de Drone recém adquirido pela entidade)
5. Desmembramento e remembramento de imóveis rurais
6. Elaboração e confecções de mapas e memórias descritivos.

1. Orientação aos Fornecedores de cana sobre a legislação ambiental
2. Faz parte dos comitês das bacias hidrográficas do Estado e dos conselhos gestores de recursos hídricos, APA Aldeia/Beberibe e refúgio da vida silvestre de Tapacurá e do fórum estadual de agrotóxico
3. Orientações técnica para o licenciamento ambiental, CAR, liberação de outorga
4. Licenciamento para a queima controlada da cana de açúcar, queima solidaria, sendo costeada pela entidade.